AU PAIR NA BÉLGICA | Entrevista com Ingrid Costa

Bom dia Vikings!
Hoje começo uma série de entrevistas com au pairs brasileiras em diferentes países e a primeira entrevistada é a blogueira Ingrid Costa, que atualmente é au pair na Bélgica e vai contar a respeito dessa experiência. Novamente quero agradecer a Ingrid Costa e a vocês desejo uma boa leitura. 

Início da entrevista




Hey! Meu nome é Ingrid Costa, 26 anos, nasci no Rio de Janeiro, e atualmente moro em Antwerp na Bélgica. No Brasil estudei produção fonográfica, e sempre trabalhei com música ou televisão. Tenho um blog (Ingrid Costa Blog) onde conto as minhas experiências aqui na Europa, e um instagram (@ingridcostablog) também voltado só pra isso.

Sobre o processo de au pair:

Viking Brasileira: Por que você decidiu ser au pair na Bélgica
Ingrid Costa: O principal motivo na verdade foi o fato de já ter sido au pair na Holanda, e a Bélgica é o país mais próximo do meu namorado que mora na Holanda.

Viking Brasileira: Qual foi a reação de seus familiares quando contou sobre se tornar au pair? Eles te apoiaram? Se não, como você lidou com isso?
Ingrid Costa: No meu primeiro ano como au pair meus pais detestaram a ideia, mas eu sempre fui bem determinada e sempre acabei fazendo as coisas do meu jeito. E eles acabaram apoiando quando viram que eu viria de qualquer jeito.

Viking Brasileira: Como você encontrou sua host family e quanto tempo levou até o match?
Ingrid Costa: Eu sempre uso o site Au Pair World pra procurar famílias, no meu caso encontrei uma família em menos de cinco dias.

Viking Brasileira: O que te fez escolher a sua host family e o que você acha que fez eles te escolherem?
Ingrid Costa: Eu precisava de uma família na Bélgica asap, minhas únicas exigências eram um schedule flexível, poucas crianças, e crianças maiores. Acredito que eles tenham me escolhido pelo fato do nosso skype ter sido bem espontâneo, e eu sou muito clara quando estou conversando alguma coisa importante, então acho que isso ajuda bastante.

Viking Brasileira: Quais foram as maiores dificuldades que você enfrentou durante o período de busca pela host family?
Ingrid Costa: Encontrei a minha host family muito rápido, mas acredito que a maior dificuldade seja a espera de um retorno positivo, quando você recebe muitas respostas negativas.

Viking Brasileira: Quais são suas dicas para encontrar a família ideal? O que é importante perguntar à família antes de decidir?
Ingrid Costa: Sempre falo pra quem me acompanha, que a melhor coisa a fazer é preencher o seu profile com muita atenção, e colocar o máximo de informação possível. Mas principalmente informações que interessam a Host family. Pensa que você vai contratar alguém, e que você gostaria de saber sobre essa pessoa, e sabendo disso escreva seu perfil. Antes de decidir analise todas as informações que a host family te enviou, e é muito importante saber sobre o local que você vai morar, coisas como transporte, lojas, quão longe do centro fica, essas coisas.

Viking Brasileira: O seu visto foi aplicado do Brasil ou de outro país? 
Ingrid Costa: Meu visto foi aplicado a primeira parte de Londres (Working permit), e o visto foi aplicado na Bélgica.

Viking Brasileira: Quanto tempo levou para seu visto ser aprovado? 
Ingrid Costa: Meu working permit ficou pronto em uma semana, e o visto levou mais ou menos um mês até eu pegar a minha ID.

Viking Brasileira: Quem pagou pelo visto? Você ou a família?
Ingrid Costa: Meu visto foi pago pela família, todos os custos, menos documentação.

Viking Brasileira: Quem pagou a passagem aérea? 
Ingrid Costa: Eu já tinha uma passagem pra Holanda, meus hosts só pagaram a alteração da data, mas descontaram do meu pocket money no primeiro mês.

Sobre sua host family e vida de au pair: 

Viking Brasileira: Quando você chegou na Bélgica como au pair e até quando pretende ficar?
Ingrid Costa: Eu cheguei na Bélgica em Março de 2017 e pretendo continuar aqui como estudante.

Viking Brasileira: Descreva sua host family e informe o local onde mora.
Ingrid Costa: Eu moro com dois Host dads e duas crianças em Antwerp, Bélgica

Viking Brasileira: Como foi a chegada na Bélgica e recepção pela host family?
Ingrid Costa: Quando eu cheguei as crianças estavam dormindo, então jantei com os meus hosts e fui organizar as minhas coisas.

Viking Brasileira: Descreva sua rotina semanal incluindo as tarefas domésticas.
Ingrid Costa: Aqui eu cuido de tudo relacionado as crianças, quarto, roupa, coisas da escola. Então quando eles estão aqui, sou eu que organizo o uniforme, preparo o lanche da escola, jantar, vejo quando as crianças precisam de algum tipo de roupa, etc. Mas nada relacionado a limpeza da casa.

Viking Brasileira: Descreva seu relacionamento com as host kids. 
Ingrid Costa: Minhas kids são as crianças mais fofas da terra, minha relação com eles é profissional com abraços e muitas danças hahaha.

Viking Brasileira: Descreva seu relacionamento com a host family e cite prós e contras.
Ingrid Costa: Meu relacionamento com eles é totalmente profissional. Prós, eu passo o meu horário de trabalho com eles e só. Contra, meus hosts são muito enjoados em relação a tempo família, gostam de fazer as refeições juntos mesmo se eu estiver off (isso no meu tempo livre na semana que as kids estão aqui). É um saco!

Viking Brasileira: Quais são os benefícios oferecidos pela host family durante sua estadia (carro, bicicleta, academia, cartão transporte, celular, banheiro privado, kitnet e etc.)?
Ingrid Costa: Benefícios? Risos. Na verdade, eu tenho um quarto incrível. Com sala, banheiro com banheira, mini tv e etc. Aqui em casa tem várias bicicletas então quando quero usar é só pegar. Eles me deram um celular quando cheguei, mas foi roubado.

Viking Brasileira: Você se sente parte da família ou não? Se não, como você lida com isso?
Ingrid Costa: Definitivamente não. Lido maravilhosamente bem. Já tenho a minha família no Brasil.

Viking Brasileira: Você tem curfew (hora pra voltar pra casa) durante a semana e final de semana?
Ingrid Costa: Não. Geralmente não saio dia de semana quando as crianças estão aqui, e final de semana eles gostam que eu jante em casa na semana que trabalho.

Viking Brasileira: A respeito do salário de au pair, dá pra viver com 450 euros? Quais são suas dicas para fazer o dinheiro render?
Ingrid Costa: Sim dá pra viver, mas você tem que se controlar bem. Minha melhor dica é, se você tem um schedule tranquilo, faça extras.

Viking Brasileira: Quantas horas por semana você trabalha normalmente?
Ingrid Costa: 35 horas por semana. Mas eu trabalho uma semana sim e uma não. Então é bem tranquilo!

Viking Brasileira: Se trabalha mais do que as horas acordadas, a família paga por horas extras ou lhe dá folga?
Ingrid Costa: Como nosso schedule é bem louco, as vezes trabalho uma semana só no mês, então se por acaso eles precisarem de mim algumas horas a mais, eu aceito sem problemas.

Viking Brasileira: Mencione dias de folga e período de férias.
Ingrid Costa: Meu schedule é semana sim e semana não. Sempre! Mas caso as kids passem mais tempo na casa da mãe, eu estou livre.

Viking Brasileira: Você viajou com a família? Se sim, para onde e como foi seu schedule (cronogrâma)?
Ingrid Costa: Viajei com eles pra Espanha, e foi incrível. Cansativo, mas incrível. Eu ficava com eles o tempo inteiro, mas não trabalhando. Na piscina, ou fazendo turismo. Foi bem legal!

Idioma:

Viking Brasileira: Qual era seu nível de inglês antes de chegar na Bélgica? Você está conseguindo melhorar seu nível de inglês durante seu período como au pair?
Ingrid Costa: Eu já morava aqui na Europa hà 2 anos, então meu inglês já estava bom. A gente sempre aprende algumas coisas né?

Viking Brasileira: Como é seu contato com os idiomas (Francês, Neerlandês e Alemão) falados na Bélgica? Você já tinha algum nível de conhecimento da língua ou não? 
Ingrid Costa: Aqui em Antwerp eles falam holandês, e como já morei na Holanda, é bem tranquilo.

Viking Brasileira: A família paga seu curso de idioma (cite qual idioma)?
Ingrid Costa: Sim, Holandês.

Viking Brasileira: Por quanto tempo você estuda o idioma?
Ingrid Costa: Começo em uma semana.

Viking Brasileira: É possível aprender o idioma em 1 ano? Qual é sua maior dificuldade?
Ingrid Costa: Não! Você consegue aprender bastante se você se esforçar muito. A maior dificuldade é que todo mundo fala inglês, então é mais fácil falar em inglês.

Sobre sua vida na Bélgica:

Viking Brasileira: Comente sobre a cultura belga.
Ingrid Costa: Uma coisa que percebi, é que aqui na Bélgica eles são bem ligados na família. Pelo menos aqui em casa. Eles são bem ligados a artes em geral, as crianças desde cedo fazem uma atividade como música, desenho, teatro. E em época de calor tem eventos pelo país inteiro, promovendo alguma atividade que está acontecendo no país.

Viking Brasileira: Conte a respeito da comida belga e cite o que você mais sente falta de comer, bem como quais ingredientes brasileiros você encontrou e onde.
Ingrid Costa: Eu amo que aqui na Bélgica eles tem várias opções de pratos, e é sempre com fartura. Aqui eles comem muita batata, socorro! Não sinto falta de nada, tudo o que eu gosto de comer eu posso comprar aqui em qualquer supermercado.

Viking Brasileira: Conte a respeito do sistema de saúde na Bélgica. Por exemplo, se a au pair precisar ir ao médico, o que ela deve fazer, quanto tem que pagar e como funciona.
Ingrid Costa: Ainda não precisei usar o sistema de saúde aqui, então não sei direito como funciona.

Viking Brasileira: Conte um pouco sobre o transporte público na Bélgica (meios de transporte disponíveis, preço, frequência e etc.). 
Ingrid Costa: O transporte público funciona ok, mas nem sempre tão pontual. A passagem do ônibus custa 3,00 euros, e ele passa de 15 em 15 minutos durante o dia. Mas isso depende da cidade.

Viking Brasileira: Você sofreu algum tipo de preconceito durante seu ano de au pair na Bélgica? Explique.
Ingrid Costa: Não, Nenhum.

Viking Brasileira: Vida noturna: conte sobre a vida noturna e se possível dê dicas.
Ingrid Costa: Eu nunca saio a noite por aqui. Não gosto de balada, e a maioria das meninas quando vão sair, vão pra balada hahaha. Eu gosto de sentar em um bar e ficar tomando cerveja. Como eu passo muito tempo na Holanda, acabo saindo por lá.

Viking Brasileira: É fácil fazer amigos belgas?
Ingrid Costa: Não conheço nenhum. Então acho que é complicado.

Viking Brasileira: Para onde você viajou durante seu ano de au pair na Bélgica?
Ingrid Costa: Esse ano estou focando em outras coisas, mas fiz uma trip de verão pela Itália (Milão,Roma, Verona e Genova), França (Paris), Holanda (Segunda casa, ou primeira hahaha), Espanha (Marbella).

Viking Brasileira: O que você mais gosta sobre a Bélgica?
Ingrid Costa: Gosta das oportunidades que eles oferecem pra um pós au pair. Estudar na Bélgica não é um sonho tão impossível como na Holanda.

Experiência e Pós au pair:

Viking Brasileira: Resuma sua estadia de au pair até agora como positiva ou negativa e explique.
Ingrid Costa: Sempre Positiva. Morar em um lugar diferente é sempre maravilhoso. Conhecer pessoas novas, lugares novos, novas oportunidades. Já morei em 3 países e não me arrependo de nenhum. Mesmo não amando a Bélgica.

Viking Brasileira: Você recomenda o intercâmbio de au pair na Bélgica?
Ingrid Costa: Recomendo muito! Se você não tem a oportunidade de fazer um outro tipo de intercâmbio, e ainda assim quer viajar, esse é o programa!

Viking Brasileira: Quais são seus planos para depois do Au pair?
Ingrid Costa: Eu não gosto muito de falar sobre planos, mas pretendo ficar na Bélgica, e estudar. Vamos ver!

Obrigada Viking Brasileira pelo convite, foi um prazer!
Beijos, 
Ingrid Costa.
Ingrid Costa - Inscreva-se no meu canal!
www.ingridcostablog.com
@ingridcostablog

Término da entrevista

Espero que tenham curtido o post de hoje e continuem acompanhando o blog. Um beijo e até mais!
Por Valeska Monteiro 
E-mail: vikingbrasileira@gmail.com

Comentários